Brian Edmiston em "Play" e "Avaliação"

AN INTRODUCTION TO MANTLE OF THE EXPERT - WITH BRIAN EDMISTON AND MARY ELLEN LOWE

 

This film, made in 2001, shows an elementary school teacher in Detroit, Mary Ellen Lowe, as she starts to use Mantle of the Expert into her own classroom. It offers a clear introduction to the Mantle system.

 The film also features Brian Edmiston, working alongside Mary Ellen, and talking about the thinking behind Mantle.

Este vídeo mostra Brian Edmiston em um evento de treinamento de professores para a Rede Mantle em 2011. Brian analisa as perguntas: “O que é brincadeira? Qual é o papel? Como usá-los para fazer a diferença na aprendizagem e no ensino? ”

 

No vídeo, vemos Brian usando diferentes atividades dramáticas para explorar a ideia de “brincar” com os professores no evento. Então, Brian conduz uma sessão com um grupo de crianças de 4 anos da escola sobre a história de Humpty Dumpty.

 He says: “It's actually based in very simple principles - basic principles - of sharing responsibility and sharing power, sharing authority with students. It goes to the root of: what do you think the relationship between teacher and students should be? And I believe the relationship between teachers and students should be one of colleagues in a community of teaching and learning.”

 

The film was a Hay Devil Production (2001).

As crianças desempenham o papel de funcionários do hospital, cuidando de Humpty após sua queda. Isso leva à tarefa de fazer registros médicos para ele e outros "pacientes".

 

As crianças também olham para uma reconstrução dramatizada do acidente e tentam descobrir por que isso aconteceu. Eles oferecem conselhos a Humpty sobre como evitar acidentes como esse no futuro; e também planejar como a parede poderia ser reconstruída para torná-la segura.

Avaliação “autêntica” e “inautêntica”

 

Neste vídeo, Brian analisa a avaliação “autêntica” e “inautêntica”. Ele está realmente falando sobre devolver aos professores a responsabilidade sobre a avaliação, para que eles a vejam como uma ferramenta útil e necessária para monitorar o que as crianças estão aprendendo e quais são suas necessidades - em vez de ver isso simplesmente como algo infligido aos professores e às crianças pelos poderes constituídos.

Brian analisa diferentes formas de avaliação, desde métodos “informais” (por exemplo, algo tão simples como um “polegar para cima”) até métodos mais “formais” (por exemplo, estabelecer critérios). O filme termina com algumas atividades práticas para trazer um texto como Macbeth à vida em sala de aula.

 

Os filmes são o registro de um evento na Woodrow First School, Redditch.

 

Brian Edmiston é professor de Drama como Educação na Universidade Estadual de Ohio.